Igrejas movidas à Sonrisal

6
437
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

.

.
Por Leonardo G. Silva – Th.M.

Você já notou quando é colocado um comprimido efervescente em um copo d’água? O volume tende a crescer, há uns ruídos, tudo se move e borbulha, mas após um tempo, cessa o barulho. Um tempinho mais e logo o gás produzido pela efervescência do comprimido desaparece. E o pior: a água pura, não é mais pura, agora tem um gosto desagradável e o princípio ativo do medicamento já não surte efeito. E então? Colocaríamos mais um comprimido para começar todo o processo novamente? Bem, o que eu quero dizer com isso é que há muito “comprimido efervescente” nas igrejas hoje. (*)

Assine o Blesss

O efeito Sonrisal é um fator alarmante no atual meio evangélico. No desgraçado afã de ver os templos sempre lotados, convida-se o pregador mais “fervoroso” (efervescente), que por sua vez abusa dos chavões, dos lugares comuns, da psicologia barata, das técnicas teatrais, das imitações de animais sob a desculpa de estar debaixo da unção dos quatro seres, dos golpes de karatê disparados no ar e de todo tipo de “firula” para agradar a obstinada platéia. Convida-se também os “levitas”, que surgem no cenário com suas canções em sol maior, seus violões de 12 cordas, melodias de quatro acordes e seus chavões extravagantes. Claro que não falta a tal ministração profética, na qual os cantores se prestam aos mais ridículos papéis, chegando as vezes a caminhar de quatro durante a apresentação – como fez aquela moça em Anápolis – e isso baixo as ovações da alucinada platéia.

Mas, passado tudo isso, volta-se a normalidade, ou melhor: quase… haja vista que sempre há o fluxo dos descontentes que abandonam a igreja logo que o “fervor” acaba, partindo em busca de novas aventuras espirituais. E assim, para manter a efervescência da galera, o pastor contrata mais um pregador de fogo, que será o encarregado de movimentar novamente o pessoal, usando para isso as mesmas técnicas pragmáticas dos outros pregadores. E assim a igreja novamente fica cheia, e pouco importa se os que lá estão são como fregueses em busca do evangelho mais barato, ou se são viciados espirituais sempre em busca de uma nova unção: o importante é que eles estão lá!

Vejo hoje muita gente entusiasmada com o crescimento numérico de evangélicos no Brasil, mas confesso que observo com certa desconfiança esse movimento todo, pois sei que grande parte do que vemos nada mais é do que o efeito Sonrisal. É uma crítica dura? Sim, eu sei… Mas alguém precisava dizer.

***
(*) Citado em Eclesia semper reformanda est

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

6 COMENTÁRIOS

  1. A Paz do Senhor!
    Eu como novo convertido,pois tenho 2 anos que aceitei este caminho maravilhoso que é Jesus Cristo,tinha um pensamento totalmente diferente.
    Achava que o crente tinha que buscar poder,dar aviãozinho,sapatear na igreja e sempre ter uma revelação.
    Mas hoje em dia aprendi que o verdadeiro poder esta na Palavra de Deus.Que cura,liberta e salva as pessoas.
    Que deus continye a abençoar a sua vida.

    ASS. Jose Moacir de Oliveira

  2. Concordo plenamente com o comentário acima.
    O verdadeiro poder está na palavra de Deus.
    Tudo mais é showzinho, sensacionalismo barato, comércio e barganha com Deus. Verdadeira heresia. Um homem de Deus deve dar-se ao respeito e não submeter-se (nem NOS submeter) a esse ridículo.

    Afetuoso abraço!

    Tita

  3. São fatos e mais fatos.. o problema é que se de um lado nós, como servos do Senhor, devemos fazer tudo com ordem e descência, como, sem dúvida alguma movido pelo Espírito Santo, disse Paulo, por outro fica a pergunta: será que não estamos obstruindo o mover natural do Espírito Santo, será que já perguntamos ao Espírito Santo se o que está ocorrendo nas igrejas de fato vem ou não Dele, sim, porque Ele é uma pessoa e se estamos falando das coisas Dele obviamente devemos comunicá-LO disso. A verdade é que as coisas espirituais se dissernem espiritualmente, será que a razão nesse ponto tem permissão para dar palpite? O meu medo é de de repente serem esses movimentos "pentecostais" dentro das igrejas nestes últimos dias uma tentativa de o Espírito Santo promover um grande avivamneto e nos preparar de vez para o arrebatamento. Veja, não tenho pretensão aqui de refutar a ninguém, a minha intenção foi unicamente a de questionar se o Espírito Santo está gostando que falemos desses movimentos "pentecostais", e se realmente for Ele o autor de toda essa obra…?

    michell ferreira da silva Teresina-PI

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui