Crueza histórica

5
397
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Ricardo Gondim

Os americanos usam uma expressão tosca quando querem acabar com o lero-lero, “let´s cut the crap”. No português um pouco menos tosco seria alguma coisa como, “vamos parar com o papo furado”.
.
O Natal mal terminou, qualquer aura sentimentalóide esvaneceu, e o jogo bruto da história já se impõe. As notícias do dia 27 de dezembro mostram como será o novo ano. Israel bombardeou a miserável Faixa de Gaza, e mais de 120 estão mortos. Mães desesperadas procuram entre os escombros o que restou do corpo dos filhos – bombas não escolhem alvos, matam indiscriminadamente!
.
A complicada equação da geo-política palestina ainda contém o elemento religioso. E para minha vergonha, a tradição evangélica, da qual fiz parte, legitima o direito de expulsar, matar, dizimar os palestinos, baseando-se na posse da terra que Deus deu a Abraão há milênios. Mas diante da carnificina mundial, o que são 120 palestinos mortos? No mesmo dia, talvez o dobro morra em Darfur, Congo e Zimbábue.
.
A história sempre foi crua. Só no século XX, turcos trucidaram armênios; russos exterminaram milhões de russos; a Europa se afogou em sangue na I Guerra Mundial; os nazistas aperfeiçoaram técnicas de extermínio em massa; americanos jogaram duas bombas atômicas sobre a população do Japão; a Guerra Civil espanhola foi horrorosa; chineses impuseram o comunismo na base da força bruta; Vietnam, Camboja e Laos tiveram seus holocaustos; ditadores latino-americanos torturaram, assassinaram e mutilaram indiscriminadamente; em Ruanda, bastaram 45 dias para oitocentos mil serem dizimados com facão e machado.
.
Luzes natalinas, fogos de artifício no Réveillon e as apoteóticas aberturas olímpicas não passam de andrajos rotos, que tentam disfarçar a lepra da nossa História. Somos lobos ferozes. Criamos lógicas que legitimam a morte de inocentes – danos colaterais para o bem maior da humanidade? – invocamos deus para abençoar a nossa maldade. Escrevemos teologia para explicar a nossa sina. Mas somos piores que os chacais, predadores que espreitam mesmo quando não têm fome.
.
As bombas que caíram sobre Gaza me deixaram com o mesmo gosto amargo que o Tsunami há alguns anos. Aliás, let´s cut the crap, esse papo de ano novo é pura balela pra boi dormir
.
***
Fonte: Blog do Alex Fajardo [Via Tomei a Pilula Vermelha]
.
………………………………………………………………………………………..
.
Achei esse texto lá no blog do Thiago e achei que seria interessante para iniciar uma discussão sobre a questão da “guerra” entre Israel e Palestinos.
.
Aguardo os comentários…
Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

5 COMENTÁRIOS

  1. Então que coisa hein!!!!!! o que temos que fazer agora o mais é orar,porque nossa guerra não é contra a carne e nem o sangue mais sim contra as potestades deste secúlo,mais muitos que dizem evâgelicos hoje nem se importa né!!!! nem ora e nem combate com a palvra mais que deus tenha misericórdia de israel e do mundo.
    a paz irmão.

  2. Muito bem, eu até que tava na minha, só observando os fatos e acontecimentos. Mas vamos ao comentário. Desde que me conheço por gente que ouço falar que no oriente médio existe a “Guerra Santa”. Lembro que eu questionava pessoas evangélicas sobre o que significava esse termo e ninguém sabia me responder. Hoje é tão frustrante saber que a tal guerra santa é pela “terra santa” e pior ainda, saber que os evangélicos de 25 anos atrás, não sabiam o que ela significava.
    Daí Israel era sempre atacada e depois revidava e por ser vítima dos ataques, sempre a ONU a protegia e lhe dava razão, afinal, era “olho por olho”. Mas e agora??? Será que ainda continuaram a proteger o agressor? Será que o mundo, com sua justiça podre vai trocar de lado nessa luta por pó? Estaria Deus dentro daquela terra? Somente lá? Naquele muro, ou naqueles lugares que eles veneram, no rio Jordão, que muitos evangélicos dizem renovar as suas forças? Quando dizem isso, ficam parecendo personagens de desenho animado, super-heróis que precisam de uma fonte pra carregar suas energias! Será que o Deus de Abraão, de Isaque e Israel(não entendo porque continuaram chamando ele de Jacó, após Deus ter trocado seu nome)vive ainda apenas para os habitantes daquela terra???
    Alguém tem tentado fazer com que os cristãos acreditem que só serão salvos se forem judeus, ou que só agradarão a Deus se tornarem-se judeus. Qualquer dia vai ter circuncisão no lugar de batismo! Isso se já não há! O mundo evangélico caminha para um enorme abismo chamado “Ignorância Religiosa”. Infelizmente pensam que Deus muda de acordo com as loucuras dos homens. Qualquer dia a apostasia vai estar tão grande que farão um exército e irão numa cruzada a “terra santa” e farão guerra contra povos que nunca viram, numa cultura de que nunca participaram ou entendem, farão tudo isso em nome de Jesus e reivindicarão a si mesmos o direito de perdoar os pecados do mundo.
    As vezes leio textos escatológicos e outras vezes teorias da conspiração para inserir o anticristo no mundo. Mas quando falam que o papa pode ser o apóstolo do apocalipse, tenho hoje, minhas sérias dúvidas se seria o pontífice pagão o tal personagem ou algum bispo, bispa, apóstolo ou candidato a deus do meio evangélico que se corrompeu.
    Quanto as guerras, essas continuarão, mais sangrentas, mais rápidas em destruição. As vítimas sempre serão do povo, pois senão seriam combatentes e não apenas vítimas. O mundo irá ao encontro da destruição, pois está escrito e isso torna tudo inevitável. Não vivemos um filme americanamente correto onde o mocinho no último instante salva o planeta da catástrofe, POIS quando aparecer tal “mocinho”, saberão quem ele é e para que objetivo veio…

    Fiquem na Paz do Senhor e continuem suas orações para que Deus conforte as vítimas e para que Jesus entre em suas vidas.

  3. Alô Pensador,

    Ontem foi um dia agitado e não deu pra assistir o seu vídeo, mas pode despreucupar porque eu estou indo lá agora.

    Um abraço,

    Leonardo G. Silva

    Caríssima “Atual”,

    Realmente esse é um momento em que a oração é peça chave. Pode-se tentar explicar as razões de uma guerra mediante a bíblia, e talvez isso faça a guerra parecer mais nobre, mas de nenhum modo essa teologização vai diminuir o sofrimento das mães que perdem filhos e outros que acabam são mutilados nesse espetáculo de horror. Só Deus pode oferecer consolo às vítimas da guerra.

    Agora, o descaso não é um atributo dos evangélicos como você diz. O Gondim foi muito infeliz na afirmação dele. Há católicos despreocupados, espíritas despreocupados e ateus despreocupados também, bem como há evangélicos, católicos, espíritas e ateus preocupados nesse momento. Toda generalização é mediocre e toda unanimidade é burra.

    Um abraço, e obrigado pelo comentário.

    Em Cristo Jesus,

    Leonardo G. Silva

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui