0
374
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

.
.

Em agosto de 2007 eu apresentei ao Pr. Ilton Gonçalves, Pr. Presidente da Assembléia de Deus, min. Santa Rita do Sapucaí – MG, a cópia de um projeto missionário que se desenvolveria em um período mínimo de 5 anos. Trata-se do PROJETO PIURA.

Assine o Blesss

Piura é um estado do Peru, localizado na região norte, bem no centro do quinto maior deserto do mundo, o Deserto de Sechura. É a segunda região menos evangelizada do Peru, com menos de 2% de população evangélica, logo atrás de Madre de Deus, onde apresença de igrejas protestantes é ainda menor. Há ainda muitos campos brancos em Piura, cidades inteiras onde não há presença de nenhuma igreja evangélica.

A primeira parte do nosso projeto se divide em quatro etapas:

1. Plantar uma igreja na cidade de Piura;
2. Implantar um seminário na própria igreja, para a formação de obreiros locais;
3. Plantar igrejas na região Piura, em cidades onde o evangelho não chegou, usando para isso os obreiros locais (autóctones);
4. Abrir uma base missionária, oferecendo as ferramentas nacessárias para a formação de obreiros transculturais.

Para o desenvolvimento desse projeto, precisamos de parceiros. Nossa igreja mãe no Brasil é pequena, e nos dá uma ajuda básica para alimentação e moradia. Todos os demais gastos correm por nossa conta.

Estou buscando parceiros para levar à cabo esse projeto.

Se você deseja ajudar-nos de alguma forma, envie um e-mail para jonarajo@yahoo.com.br, ou entre em contato comigo pelo telefone 00xx5173 96917-4810.

Caso queira conhecer mais acerca do nosso trabalho aqui no Peru, acesse: http://projetopiura.blogspot.com/.

Se quiser ofertar para esse projeto, envie seu depósito para:

Banco do Brasil
Agência 0872-9
Conta Corrente: 21372-1
Leonardo Gonçalves da Silva

Leonardo, Jonara e Ravi Lucas
família missionária
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
COMPARTILHAR
Artigo anterior
Próximo artigoPúlpito sim, picadeiro não!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui